Quinta-feira, 21 de Outubro de 2004

Depoimento 8 : Será que poderei continuar com as minhas actividades normais durante o tratamento ?

Mais um depoimento de um portador do vírus que manifesta a sua preocupação com o tratamento que irá iniciar. O depoimento foi recebido por e-mail e o autor do mesmo autorizou a sua publicação, bem como a sua identificação. Passo a relatar o conteúdo do e-mail, a minha resposta e a respectiva réplica:

1º e-mail recebido em 20/10/2004 à 1:16

«Estive no seu blog hoje à noite enquanto procurava depoimentos de pessoas que passaram pelo tratamento contra a Hepatite C. Estou a enviar esse mail em primeiro lugar para agradecer o seu esforço e trabalho voluntário que tão preciosa ajuda informativa oferece aos infectados. Pessoas como você fazem a diferença e são uma luz na escuridão deste mundo tão egoísta.

Tenho hepatite c 1a e vou iniciar o tratamento na segunda-feira. Fui infectado quando tinha 10 anos e recebi plasma em consequência de um acidente que sofri, só agora com 32 anos é que soube que era portador. Confesso que estou preocupado, pelo que tenho lido o tratamento pode ser bastante violento, trabalho muitas horas por dia e não gostaria de forma alguma de ficar em casa. Será que vou poder continuar com as minhas actividades normais durante o tratamento?

Um grande abraço»

MINHA RESPOSTA:

Antes de mais nada obrigado pelas palavras de incentivo.

Cada pessoa reage de forma diferente ao tratamento. Eu próprio fiz o primeiro ( durou 8 meses ) e mantive a minha actividade normal. Já no segundo ( durou um ano ) me vi na necessidade de meter baixa ao 5º mês. Muitas pessoas passam pelo tratamento, até com certa facilidade, portanto não se assuste.

O ideal é que faça a sua vida normal e que mantenha uma atitude positiva. Não hesite em falar sempre com o seu médico, se achar que algo diferente está a ocorrer, se se sentir deprimido ou coisa parecida.

Tomarei a liberdade de colocar o seu e-mail na "mailing-list" ( é absolutamente confidencial ) do Blog para que receba na sua caixa de correio as informações mais relevantes que forem lá colocadas. Se não o quiser, avise-me por e-mail.

Gostaria de publicar o seu depoimento no Blog, de forma anónima, se me autorizar. Acho importante que as pessoas em geral percebam que a hepatite C pode ter batido e pode bater à porta de qualquer um".

Sempre que sentir necessidade de comunicar comigo por e-mail, fique à vontade.

Força !

Val Neto

A RÉPLICA:

«Boa Noite Val Neto!

Obrigado pela pronta resposta ao meu mail. Sobre a inclusão do meu endereço na mailing-list acho muito bom e terei muito gosto em estar informado das novidades, depoimentos e tudo mais que possa vir do teu Blog.

Sobre o meu depoimento, não vejo qualquer mal em este ser publicado no Blog, podes publicar à vontade. Confidencial ou não… tanto faz.

Quando iniciar o tratamento pretendo escrever um diário a contar passo a passo o tratamento, um dia pode ser útil para alguém e até para mim mesmo.

Por hoje é tudo…

Um abraço,

Alexandre Lobo»

COMENTÁRIO FINAL

O 2º E-mail também já foi respondido. Achei importante colocar aqui o depoimento, pela sua coragem e frontalidade. E, com certeza, o diário do Alexandre irá ser útil para ele próprio e para quem possa vir a lê-lo.







publicado por ValNeto às 13:22

link do post | comentar | favorito
|
12 comentários:
De Anónimo a 22 de Outubro de 2004 às 18:50
Esse comentário me foi enviado por e-mail pelo nosso colaborador Dr. José Azevedo, psicólogo clínico.Para contactar com o Dr. José Azevedo pode enviar um e-mail para o próprio. O endereço é : jose_azevedo2@hotmail.com. Passo a reproduzir o comentário do Dr. José Azevedo: «O problema do tratamento profilático ou terapeutico para a Hepatite C, é complicado, mas lembremo-nos de quantos transplantes do fígado já foram feitos e do número de medicamentos que esses transplantados têm de fazer.
Até agora só conheci um caso, e o número de medicamentos é qualquer coisa de espantoso. No entanto, e neste caso era uma garota, ela lá continuava a ir à escola, com mais ou menos dificuldade.
A actividade laboral de cada um é que dita se realmente a pessoa consegue ou não aguentar a trabalhar e a fazer o tratamento, penso que o
próprio médico deste nosso amigo também o deveria aconselhar, porque passa tudo também pelo tipo de trabalho.»
Val Neto
(http://www.valneto.com)
(mailto:valneto@netcabo.pt)
De Anónimo a 22 de Outubro de 2004 às 10:45
Olá Alexandre!
É natural sentires um certo receio pelo tratamento, e como o Van Neto diz, uma mente positiva e acreditar que vai resultar ajuda bastante. Acabei o meu em Julho (durante 1 ano) com o genotipo 1b. Relativamente a efeitos secundários não os tive, execpto uma queda acentuada de cabelo, alguma irritabilidade e esporádicamente dores de cabeça. Para ajudares na eficácia do tratamento evita ao máximo carnes, sobretudo vermelhas, gorduras animais, açúcares e hidratos de carbono; isto com o objectivo de não sobrecarregar o fígado. Não tomes qualquer produto, mesmo que seja natural, durante a fase do tratamennto. Se folgares no teu trabalho ao fim de semana, escolhe a sexta-feira à noite (20 horas) para te injectares. É importante manter sempre o mesmo horário até ao fim do tratamento. Certifica-te que o teu médico te faça análises mensalmente.

Estou ao teu dispor

Algarvio
</a>
(mailto:isickull@hotmail.com)
De dasilva17 a 20 de Maio de 2008 às 23:23
Descobri que era portadora da hepatite c genotipo 1b em Janeiro de 2001. O primeiro tratamento começei-o em Outubro desse mesmo ano, suportei o tratamento muito mal perdi a maior parte do meu cabelo,quando me injectava a seguir ficava muito mal frio um gosto que vinha de dentro e sentia o na boca etc...Este tratamento durou 11 meses no fim o virús adormeceu ao fim de um mês voltei a fazer ánalises e lá estava ele de volta. Recomeçei novo tratamento 1ano mais tarde sofri tanto que pedi á médica para me deixar descansar mais 11meses mas valeu a pena venci-o.Mas acho que por causa destes tratamentos fiquei com outros problemas,provocou-me a menopausa antecipada tenho dores nas articulaçoes tive e tenho a dor ciática ganhei uma gastrite sinto que sou mais deprimida agora que antes os tratamentos e tive que deixar de trabalhar durante 4 anos porque sou mulher a dias e nao tinha força resumindo sentia-me mesmo doente.No meu caso temos também o problema que se segue o financeiro que naõ ajuda em nada para nos levantar o moral, pois eu naõ tive direito a baixa.Eu descontava para a segurança social e sempre que a médica dava-me baixa era chamada para ir ao controle médico e eles cortavam a baixa dizendo que eu estava apta a trabalhar isto ainda doía mais que uma bofetada.Naõ estou a dramatizar a doença mas acredito muito que o tratamento ser duro ou naõ tudo depende de cada pessoa.O primeiro tratamento foi Pegintron e Ribaverina e o segundo foi Copegus e Pegasys Teria muito mais para dizer, mas uma coisa é certa quando as doenças nos apareçem, temos que lutar contra elas. Desejo boa sorte a todas as pessoas.
De eliane carulli coninck a 28 de Janeiro de 2009 às 14:00
gostaria de saber se esses seus remedios foram de fácil acesso, se nao foram, quais foram os meios para consegui-los...abraço!
De fernanda a 3 de Setembro de 2009 às 22:20
era o próprio hospital que mos fornecia. cada vez que eu ía á consulta a médica passava-me a receita com a quantidade necessária até eu voltar a ir á nova consulta. Eu ía levantá-los á farmácia do hospital
De Márcio martins da Rocha a 6 de Março de 2013 às 11:07
Realmente essa doença E horrível meu nome e Márcio portador da doença em 2011 descobri , me senti mal quase entrei em depressão mas Pela Crassa Deus não entrei em depressão , vou começar o tratamento espero que de tudo certo
De Marlene Espirito Santo a 19 de Fevereiro de 2009 às 00:23
Olá a todos.
Tenho 19 anos, e foi me diagnosticado Hepatite C á cerca de 1 semana, tudo porque dei sangue na escola, queria me tornar doadora de sangue..
Mas parece que algo estava mal cmg, e o resultado foi confirmado. Hepatite C! A minha vida parece que acabou, parece que deixei de ter forças, nao estava á espera.
Sempre fui uma menina saudável, nada evidenciava nas análises que teria uma doença tao grave, sempre valores normais.
Sempre com o máximo cuidado em manter me saudavel, não bebo, não fumo, sempre pratiquei exercicio fisico... Custa tanto...
E tudo porque recebi uma tansfusão de sangue quando nasci.
Foi me diagnosticado o genotipo 1b, sei que é um dos tipos mais virulentos, e por isso, está me a assustar muito! Estou com medo de morrer.
De anonimo a 19 de Fevereiro de 2009 às 00:28
Olá a todos.
Tenho 19 anos, e foi me diagnosticado Hepatite C á cerca de 1 semana, tudo porque dei sangue na escola, queria me tornar doadora de sangue..
Mas parece que algo estava mal cmg, e o resultado foi confirmado. Hepatite C! A minha vida parece que acabou, parece que deixei de ter forças, nao estava á espera.
Sempre fui uma menina saudável, nada evidenciava nas análises que teria uma doença tao grave, sempre valores normais.
Sempre com o máximo cuidado em manter me saudavel, não bebo, não fumo, sempre pratiquei exercicio fisico... Custa tanto...
E tudo porque recebi uma tansfusão de sangue quando nasci.
Foi me diagnosticado o genotipo 1b, sei que é um dos tipos mais virulentos, e por isso, está me a assustar muito! Estou com medo de morrer.
De fernanda a 3 de Setembro de 2009 às 22:12
Olá Marlene desculpa de responder com tantos meses de atraso, já começas-te o teu tratamento? eu apanhei o vírus com uma tranfusão de sangue aos 7 anos e nunca tive problémas de saúde até aos meus 44 anos descobri que tinha a hepatire c depois de ser operada á vesícula. Só te quero dizer não tenhas medo o meu genotipo também era 1b. depois do segundo tratamento continuei a fazer análises fui bem seguida pela médica pois fui tratada no hospital ao fim de 1 ano após o tratamento tive alta do hospital, agora faço análises de rotina na minha médica do centro de saúde. logo que fiquei boa começei a trabalhar já lá vão3 anos e meio. recomendo-te de fazeres o que a médica te mandar. A minha naõ me proibiu de comer nada, só disse que naõ podia beber alcool mas eu nunca gostei de alcool, evitar as laranjas e o vinagre, espero que tenhas sorte na médica é uma ajuda e depois as dicas que dão as outras pessoas nos depoiementos saõ boas.
De Paula a 15 de Maio de 2012 às 19:54
Ola ,
Fui diagonisticada ha 5 anos, hepatite c genotipo 1, nao sei ao certo como contrai, fiz um piercing ,alguns furos na orelha e tirei dois dentes em dentista q nao tinha a s condicoes necessarias mas na altura nao tinha hipotese de pagar o que normalmente se paga no dentistas! Sinto me um pouco a toa porque lendo todos os depoimentos vejo que todos fizeram ou vao fazer tratamento e no meu caso a medica diz que nao preciso de fazer, pois o figado esta bom e os restantes exames que fiz tambem, a minha questao é se preciso aguardar ficar mais velha e que o virus ataque para me darem o tratamento.. A medica tambem me disse que o virus esta inactivo , isso querera dizer que ficarei com o virus para sempre? obrigada!
De Márcio martins da Rocha a 6 de Março de 2013 às 11:15
Co. migo foi a mesma coisa ,fui em outro medico me pediu para começar tratamento procura revê isso
De Lucia Torres a 3 de Agosto de 2012 às 05:57
Acabei de concluir o segundo tratamento que durou 48 semanas. Fiz o primeiro em 2003, no entanto não me curei. O tratamento atual dizem ser mais eficaz, embora a carga de medicação seja mais elevada. No me caso, como sou diabética foi muito difícil de a controlar, pois os níveis de glicemia tendem a cair. O mais difícil para mim foi controlar os sintomas depressivos, mas já estou em tratamento.
Importante é controlar com exames periódicos de sangue e ultrassonografia do fígado, até que o médico recomende o tratamento.
Aproveito para parabenizar a iniciativa de levar informação às pessoas portadoras ou não do vírus.
Lucia Torres.

Comentar post