Sexta-feira, 15 de Outubro de 2004

A importância de nos mantermos unidos !

Tenho recebido alguns e-mails de doentes que estão a padecer de alguns problemas de foro psicológico e/ou emocional, alguns mesmo um tanto ou quanto revoltados com o abandono a que estão relegadas as pessoas que estão a ter dificuldades ( por motivos diversos ) em conseguir enfrentar os tratamentos e a doença, seja por reacções físicas ou seja devido às consequências a nível das relações pessoais e mesmo profissionais que sentem na pele. Muitas delas precisam de uma Associação a que possam recorrer, urgentemente.


Como sabemos todos, em Portugal ainda não há uma Associação em pleno funcionamento e há alguma inércia no sentido de se preencher essa lacuna, por motivos diversos e que não vale a pena estarmos aqui a enumerar.


Esse Blog tem servido de ponto de contacto.


Alguns dos casos que referi são mesmo angustiantes e urge prestar apoio a essas pessoas. Tenho tentado ajudar, mas uma andorinha só não faz a Primavera, e não tenho conhecimento nem recursos suficientes para prestar uma ajuda mais efectiva.


Na minha forma de ver essa tem que ser uma prioridade de quem se interesse pelo assunto e de qualquer Associação de Doentes que se julgue digna desse nome.


 Penso que está na hora dos portadores, doentes crónicos ou não, seus amigos, familiares, médicos, imprensa, sociedade em geral, unirem-se para fazer frente a esse grave problema.


Sei perfeitamente da importância de se fazer um rastreio, de se divulgar as possibilidades de cura perspectivadas pelos medicamentos, mas acho que não se pode escamotear os efeitos colaterais dos mesmos seja a nível físico, psicológico e também, há que dizê-lo com todas as letras, social. Não é à toa que a grande maioria dos portadores não se identifica.


Embora  seja importantíssimo diagnosticar o maior número possível de portadores que desconhecem sê-lo( e sabemos que as estimativas são no mínimo preocupantes, para não dizer assustadoras )  não se pode simplesmente ignorar os que já estão diagnosticados e por vezes muito desamparados.


Esse é um problema de todos nós ! E urge enfrentá-lo !


Nós os doentes não podemos ficar à espera. Temos que tomar a frente. Por isso peço a todos que se mantenham em contacto com o Blog e que o ajudem a divulgar. Quantos mais formos, mais força teremos. Agradeço a todos que estiverem dispostos a unirem-se à volta dessa causa que me contactem por e-mail, para que possamos nos organizar. A união faz a força !


"Não saber é ruim, não querer saber é pior, mas não se preocupar com as consequências dessa omissão é imperdoável"


Val Neto - mailto:valneto@netcabo.pt

publicado por ValNeto às 00:50

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 20:41
Passo a reproduzir mais um e-mail recebido, sem mencionar a fonte por não estar autorizado pela mesma : "Foi através da imprensa que tomei conhecimento da criação da associação.
Sou portador do virus da hepatite c.Já fiz tratamento de seis meses, mas não resultou.Foi-me proposto novo tratamento, mas como entretanto,tive uma depressão, relacionada com o caso ou não, ando a tratar-me.
Agradeço, face à sua disponibilidade, indicações sobre a forma de contactar com a Associação, se ela já tem sede, como estava previsto.
Muito obrigado.
PS.Não me alongo mais, pois não tenho a certeza do sucesso desta minha tentativa, dada a minha pouca habilidade... informática..."

Respondi ao remetente que não tenho ainda os dados que me foram solocitados. Solicito mais uma vez que uma das pessoas ligadas à AADHVIR, que têm acesso ao Blog, o favor de responder, mesmo que seja para o meu e-mail.
Val Neto
(http://www.valneto.com)
(mailto:valneto@netcabo.pt)
De Anónimo a 15 de Outubro de 2004 às 12:40
Esse comentário foi enviado por e-mail :

"daqui fala a galakinha, que fica sempre sensível e com lágrima no canto do olho quando leio algo que me toca mais profundamente.
Agora foi uma delas.
Sei bem e sinto na pele, esse desarranjo emocional, essa tristeza no olhar, a revolta que me acolhe.
Sei na pele o desconforto de nos sentirmos desatentos e menos eficientes no trabalho. Vejo troça e às vezes sarcasmo no olhar dos colegas! Afinal, a competição é que está a dar.

Tornei-me muito mais solitária, tornei-me numa pessoa pessoa diferente.

Quero desejar a todos um grande abraço e quero que saibam que não estão sózinhos nesta luta contra este "safado" que às vezes teima em nos querer atrapalhar a vida."
Val Neto
(http://www.valneto.com)
(mailto:valneto@netcabo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.subscrever feeds

.posts recentes

. Missa do 7º dia

. Comunicação

. Contactos da SOS HEPATITE...

. A séde da SOS Hepattes es...

. Fibrotest e ActiTest, sub...

. Os direitos dos doentes

. Arranque público da petiç...

. Variações nos níveis das ...

. URGENTE - Importante Noti...

. Colabore com a petição a ...

.as minhas fotos

.as minhas fotos

blogs SAPO