Quarta-feira, 1 de Setembro de 2004

Depoimento 3 - É um alívio poder falar com alguém que compreende o nosso sofrimento

Passo a publicar o conteudo de um e-mail que recebi ontem, sem divulgar o nome do(a) autor(a) por solicitação do mesmo(a) :

"Um bem haja

Ia eu a caminho de Espanha, quando parei numa área de serviço e os meus olhos se depararam no grande cabeçalho do D.N. sobre a hepatite c. Compro tudo o que se relaciona com essa doença e vou constantemente à Internet.

Faz em Março 4 anos quando tive conhecimento de que tinha a hepatite. Foi um enorme choque.

Fiz um tratamento de um ano que me deixou completamente de rastos. Tinha anemias de valores baixíssimos juntamente com enormes depressões. Tive que deixar o tratamento. Sofri muito.

Continuei a trabalhar, (o que foi violentíssimo) e ia a fraquíssima para casa. Na altura vivia no Montijo (trabalho em Lisboa).

No início deste ano tentei fazer novo tratamento mas parei a meio. Vou recomeçar o pesadelo em Outubro ou Novembro, com outros medicamentos.

Já fiz 2 biópsias. Tenho muita confiança no meu médico. É o Professor Fernando Ramalho. Nunca paguei absolutamente nada pelos exames que tenho feito, e alguns até são bastante caros. E tão pouco pela ribavirina nem pelo interferão.

É um alívio poder falar com alguém que compreende o nosso sofrimento. Tenho medo, tenho angústia, principalmente nos dias em que não me sinto bem. Às vezes já não sei se o meu mal estar é psicológico ou físico. Ou as duas coisas.

Também mudei. Acho que estou mais amarga.

Queria saber aonde me poderei dirigir para beneficiar dos benefícios das doenças crónicas.

Gostaria de poder reduzir o meu horário de trabalho. Não sei se será possível.

Obrigado por tudo"

MEU COMENTÁRIO:

Já respondi, em privado a este e-mail. Fiz questão de publicá-lo pois é mais um depoimento que vem reforçar a necessidade dos Portadores do virus da hepatite C de poderem contar com uma Associação que, para além das questões médicas e científicas, possa debruçar-se também sob os graves problemas sociais acarretados pela doença e tratamento.

Não tenho conhecimentos jurídicos para responder concretamente às questões colocadas. Caso algum dos nossos leitores os tenha, agradeço que se manifeste em público ( basta clicar no link "comentários", abaixo ) ou em privado para o meu e-mail : valneto@netcabo.pt.

Para além disso, vou tentar obter um parecer de algum advogado. Caso o obtenha, será aqui publicado.


publicado por ValNeto às 11:16

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.subscrever feeds

.posts recentes

. Missa do 7º dia

. Comunicação

. Contactos da SOS HEPATITE...

. A séde da SOS Hepattes es...

. Fibrotest e ActiTest, sub...

. Os direitos dos doentes

. Arranque público da petiç...

. Variações nos níveis das ...

. URGENTE - Importante Noti...

. Colabore com a petição a ...

.as minhas fotos

.as minhas fotos

blogs SAPO